Publicações

Como identificar uma rede de franquia de sucesso?

Antes de se tornar um franqueador ou franqueado, é importante identificar os principais diferenciadores de uma Rede de Franquia de sucesso.

 

Todos os anos os números do franchising no Brasil apresentam crescimento, não somente em relação ao seu faturamento, mas também na quantidade de redes de franquias existentes.

O sucesso do setor é tão expressivo que hoje se tornou comum um mesmo franqueador ser responsável por mais de uma rede de franquia, muitas vezes de setores completamente diferentes.

Da mesma forma, cresceu o número dos chamados “multifranqueados”, que são aqueles empresários que possuem mais de uma unidade franqueada, não necessariamente na mesma rede de franquia.

Há um forte processo de profissionalização no setor já a algum tempo, cujo avanço no nível de qualidade, conhecimento e engajamento é percebido em ambas as pontas (franqueador e franqueado).

Com isso, a competição no mercado de franchising cresceu, obrigando os franqueadores a criarem diferenciais que os fizessem destacar neste mercado, e, por outro lado, há hoje um processo de seleção rigoroso por parte do empresário que decide ingressar ou expandir sua atuação no mercado de franquia.

Mas como identificar os elementos estruturais de uma rede de franquia forte e saudável, de modo a possibilitar a formatação correta do novo negócio ou a avaliação pelo franqueado interessado do franqueador e da rede de franquia oferecida antes do efetivo ingresso?

Aqui não se pretende exaurir os muitos elementos que fazem uma rede de franquia ser forte e saudável, mas somente uma visão geral das colunas de sustentação do negócio, não importando o segmento que a rede atue.

Atendimento ao mercado consumidor

Todos nós sabemos que atualmente há uma imensidão de produtos e serviços sendo constantemente bombardeados nos consumidores, e a criação de ferramentas de diferenciação no atendimento ao mercado consumidor se tornou fundamental na captação e manutenção de clientes.

Uma rede de franquia que posiciona estrategicamente suas praças, sejam elas próprias ou franqueadas, criam um diferencial frente aos competidores de seu segmento, criando uma rede de atendimento forte que contribui para o fortalecimento da marca, além do atendimento e expansão da carteira de clientes.

A criação de praças “pivôs” fomenta o desenvolvimento de praças “satélites”, aquelas localizadas nos bairros e/ou municípios adjacentes aos grandes centros, criando capilaridade ao negócio.

Isto possibilita ao franqueador a criação e comercialização de unidades franqueadas de diferentes portes, atraindo investidores de diversos perfis, os quais atenderão de forma eficiente as demandas dos mercados locais.

Esta “customização” do modelo de negócio franqueado de acordo com a especificidade da praça ofertada equilibra os investimentos necessários para a abertura e manutenção da unidade franqueada frente ao potencial de geração de receita de cada mercado local, beneficiando os franqueados ingressantes na rede.

Igualmente importante é a presença online da marca, com a disponibilização de ferramentas de atendimento virtual aos consumidores, publicação de conteúdo voltado ao seu segmento, além de, é claro, canais de vendas e políticas comerciais estruturadas para o canal, como por exemplo a divisão de receitas entre o franqueador e os franqueados, distribuição da demanda e leads entre as praças conforme localidade do consumidor ou outro critério que traga benefícios à toda a rede.

O desenvolvimento constante de novos produtos e serviços, além do estabelecimento de ações comerciais com divulgação de ofertas, promoções e concursos são práticas adotadas por todas as redes de sucesso, e devem estar presentes na hora da formatação ou escolha de uma rede de franquia.

A padronização da identidade visual, produtos e serviços, atendimento ao cliente, operacional e das campanhas de marketing da rede de franquia em toda a área em que atua auxilia na captação e fidelização de clientes.

A adoção das medidas acima pelos franqueadores em suas redes de franquia criam um ambiente favorável de fortalecimento da rede e de expansão de forma saudável e estruturada.

Gestão estratégica empresarial e capacitação da rede de franquia

A sinergia entre o franqueador e seus franqueados em relação a visão do negócio franqueado, sua missão e valores é um diferencial encontrado nas maiores redes de franquia do mundo, e isto traz consistência.

O grande problema encontrado atualmente é a distância entre o que o franqueador oferece e o que o franqueado recebe. Igual problema é encontrado entre o que a rede de franquia oferece e a experiência vivenciada pelos clientes ao consumir os produtos e serviços comercializados pela rede.

Por isso, as redes de franquia de sucesso fazem investimentos constantes de tempo e dinheiro em treinamentos, workshops e apresentações aos seus franqueados, de modo a manter todos “na mesma página” em relação às ações necessárias internas (operacional, financeiro, jurídico) e em relação às ações necessárias externas (atendimento, comercial, marketing, produtos e serviços).

A capacitação dos franqueados para se tornarem empresários aptos a conduzirem seus próprios negócios é elemento fundamental na longevidade das redes de franquias, e aqui, vale um destaque: capacitação não é ministrar os treinamentos iniciais aos franqueados ingressantes na rede de franquia, ou a disponibilização de treinamentos pontuais e esporádicos. Capacitação é o desenvolvimento constante dos franqueados e seus colaboradores nas competências necessárias em qualquer empresa e nas competências específicas exigidas no mercado em que atuam.

Uma rede de franquia estruturada, forte e saudável conta com a execução correta pelos franqueados do modelo de negócio criado pelo franqueador, cujo resultado é a entrega ao cliente da mesma experiência de consumo, independentemente da unidade franqueada que o atenda.

Gestão financeira

Atualmente a seleção natural das redes de franquia que conquistam seu espaço no mercado passa pela exclusão dos franqueadores e franqueados que não tenham controle e equilíbrio financeiro rígido, indicadores de desempenho e capacidade de planejamento de novos investimentos e de tangenciamento de contingências.

O domínio dos gestores dos números do negócio permite a tomada de decisão baseada na realidade e não na expectativa emocional, agindo de forma profissional, frequente e preventivamente.

A adoção desta cultura organizacional mantém a sustentabilidade do negócio, contribuindo, consequentemente, com a rentabilidade da operação.

Conclusão

Como dito no início, aqui não se pretende abordar todos os elementos de uma rede de franquia de sucesso, mas apenas indicar os principais pilares que deve obrigatoriamente constar na formatação de uma nova rede de franquia ou na avaliação do investidor antes de ingressar no negócio.

Uma coisa é certa, a probabilidade de êxito do negócio aumenta consideravelmente quando os elementos acima são encontrados, na prática, na rede de franquia, independentemente do mercado em que ela atue.

Empreender é, por si só, uma atividade desafiadora, cheia de riscos e entraves, e, portanto, quanto mais sólidos forem os pilares de sustentação de um novo negócio, melhor.

Seu bolso certamente agradece.

Comments are closed.

WhatsApp Fale conosco!